quarta-feira, 4 de setembro de 2019

{Consultoria de Imagem} A Autoestima e a Consultoria de Imagem

A autoestima está relacionada com a avaliação subjetiva que fazemos sobre nós, tendo em conta diversos fatores como a idade, género, aspeto físico, estado de saúde e aspetos sociais, como também, está relacionada com a aceitação e valorização pessoal por parte daqueles que nos são importantes. 
Bons níveis de autoestima estão relacionados com o bem-estar psicológico, ficamos mais confiantes e corajosas contrariamente ao que acontece quando temos baixos níveis que tendem a seguir padrões de comportamentos negativos, como forma de revolta contra a sociedade à medida que, com tais comportamentos, elevamos a autoestima.
Quando falamos de psicologia da autoimagem falamos da imagem que a pessoa tem de si mesmo. Com a psicologia conseguimos entender que quando a nossa imagem muda, também sofremos mudanças internas e externas, refletindo na nossa personalidade, comportamento e aptidões.
A psicologia da autoimagem simboliza um elo entre as diferentes abordagens da psicologia que muitas vezes entram em conflito. Sendo um denominador comum de diversas linhas, como por exemplo a psicanálise e outras abordagens clínicas, pois ambas as práticas concordam que a experiência terapêutica pode modificar a visão que o paciente tem de si mesmo, levando-o à autoaceitação. 
A autoimagem pode, ainda, ser favorável ou desfavorável nas nossas conquistas pessoais. Se temos uma perceção coesa sobre o que somos e o que refletimos para as outras pessoas fica mais fácil planear uma mudança quando surgir alguma dificuldade.
Por outro lado, a nossa autoimagem não é apenas o reflexo do que vemos no espelho. O que vemos é o resultado de uma série de experiências. Cada marca, cada característica representa um sentimento e uma história. E é esse sentimento que faz parte da nossa autoimagem, que é fruto de uma série de fatores que vivenciamos durante toda a nossa vida.
Cada pessoa tem uma perceção diferente do que é bonito. A autoimagem que temos não reflete a realidade, mas sim a nossa perceção, recheada de experiências (algumas positivas, outras nem tanto) que afetam a nossa autoestima.
O que acontece é que quando temos muitas perceções negativas em relação ao nosso corpo, dificilmente iremos sentir-nos bem com a nossa imagem corporal e estética, além de não fazermos boas escolhas vestimentares, escolhendo peças e roupas inadequadas.
Além da autoimagem ser importante para o nosso amadurecimento e crescimento pessoal, a autoimagem está ligada à nossa autoestima e aqui a consultoria de imagem pode desempenhar um papel crucial.
A consultoria de imagem auxilia e estimula a encontrar meios de equilíbrio, não apenas no vestuário, mas na maneira de nos aceitarmos e interagirmos com o meio. O trabalho da consultora de imagem deve ser visto como uma forma de auxiliar as pessoas, mas atenção que não somos psicólogos.
O processo de consultoria de imagem vai muito além de saber se vestir! É um caminho de autoconhecimento, que nos conduz a reflexões e a um alinhamento da nossa imagem com a personalidade descoberta. Não há nada mais transformador na vida de uma pessoa do que aprender a vestir-se de si mesmo e a apresentar-se ao mundo como de facto é. 
Esperamos que a psicologia e a moda trabalhem juntas para uma promoção e evolução dos conflitos com a imagem e autoestima, para melhorar a qualidade de vida das pessoas. É motivador ajudar as pessoas a entenderem o poder da imagem pessoal e da inteligência visual, a descobrirem a importância da segurança, autoestima e autoconhecimento nas suas vidas.
Querem passar mais segurança e confiança no vosso dia a dia? Então lembrem-se que não é apenas um blazer que vai transmitir seriedade e profissionalismo, as atitudes e comportamentos também constituem a nossa imagem e transmitem muito do que somos para a sociedade.
Já vestiram alguma peça de roupa e mesmo estando confortáveis não conseguiram se sentir bem? É porque a personalidade não está refletida no look. Por isso, sejam verdadeiras convosco e com as vossas escolhas. Façam uma reflexão se o que estão a usar passa a vossa essência, os vossos gostos e o vosso estilo. Esse é o primeiro passo para começar a parar de brigar com o espelho e de o ver como um inimigo.

Sem comentários: