terça-feira, 28 de abril de 2020

{Dica da Mary} Quais os estilos universais?

Este número surgiu a partir de estudos que analisaram o comportamento dos consumidores durante anos. Na década de 1980, a americana Alyce Parsons desenvolveu o sistema PASS (Proportion Analysis / Style Selection), que cunhou o conceito de estilo universal.
O resultado dessa pesquisa extensiva trouxe um compilado de características e padrões que refletem os interesses de consumo dos indivíduos. Daí surgiram os 7 estilos universais. Hoje em dia, eles aparecem tanto na moda quanto no design e no merchandising, uma vez que, refletem os nossos interesses de consumo em muitos aspectos da vida.

Ao longo da vida, é normal que a mudemos, evoluamos e talvez até mudemos de gostos. Por isso o autoconhecimento é a chave. Mesmo quem tem pouco ou nenhum interesse pelo mundo da moda tem um estilo. Geralmente temos entre 2 e 3, embora um sempre seja dominante.
Juntos, eles transmitem a personalidade, os valores e os ideais que são comunicados ao mundo através das roupas.

Então que estilos são esses:
   1) Estilo Desportivo – Conforto é a palavra que resume este estilo universal. Isso não quer dizer que a mulher desportiva é aquela que vive com roupas de ginásio. Preza por qualidade e praticidade, pois leva uma vida ativa e não tem tempo a perder. Prefere roupas com mobilidade e é fã da combinação clássica jeans + camisa branca, além de adorar peças com acabamentos rústicos e fibras naturais. É provável que se sinta limitada por não gostar de usar saltos, mas com um bom aconselhamento o estilo desportivo pode adequar-se a todas as ocasiões.
   2) Estilo Tradicional ou Clássico – Mais conservador e atemporal, este estilo traduz-se em peças de alfaiataria, linhas retas e cores sóbrias. Uma pessoa que tenha o tradicional como dominante gosta de transmitir seriedade, não é fã de acessórios e vê as roupas como um investimento.
O desafio aqui é quebrar a rigidez e atualizar os looks para não parecer que usa sempre as mesmas roupas. Este é o estilo universal mais aceite no ambiente formal de trabalho.
   3) Estilo Elegante – Como no estilo tradicional, esta mulher também preza pela durabilidade. No entanto, faz questão de comprar peças mais contemporâneas. É uma mulher que transmite uma imagem refinada, reservada e segura de si. Escolhe modelos com excelente caimento e tem uma postura muito elegante em todos os momentos.
   4) Estilo Romântico – Delicadeza, folhos, padrões pequenos e sobretudo florais são as preferidas desta mulher, que é super feminina. A principal peça-chave é o vestido e o seu maior desafio é amadurecer o estilo para não transmitir uma imagem frágil.
   5) Estilo Dramático – Esta é aquela mulher que acompanha as tendências e adora looks atuais. Não tem medo de arriscar e pode até ser vista como extravagante. Geralmente possui bastante informação de moda e já tem know-how suficiente para misturar os estilos por conta própria.
No entanto, por ser muito ousada, se faltar direcionamento pode acabar sendo vista como “too much”. É aí que entra a consultoria de imagem para equilibrar essa extravagância.
   6) Estilo Criativo – Este geralmente está presente em personalidades que trabalham na área das artes e da criatividade. Assim que abre o closet, esta mulher não tem medo de misturar tudo. Cores, padrões, formas, texturas, sobreposições inusitadas… tudo é possível para ela, que adora sentir-se única.
Quando o criativo é dominante, ele pode assustar e afastar as pessoas mais tradicionais. Por isso há que aprender a dosear essa criatividade na hora de frequentar ambientes mais sóbrios.

   7) Estilo Sexy / Sensual – Este é um estilo que muitas mulheres adotam para sair à noite, já que realça as curvas. Esta mulher não economiza nas transparências, decotes, cores fortes e estampas como animal print. Aqui é preciso ter cuidado redobrado para não cair na vulgaridade (que indica um desacordo visual com a situação ou o ambiente). O desafio é saber dosear para transmitir uma imagem segura, sedutora e sensual na medida certa.

Em primeiro lugar, é preciso lembrar que temos um estilo dominante e dois secundários, totalizando 3 estilos universais que traduzem a nossa personalidade. Estes servem como uma bússola e vão ajudar no propósito de libertar a vossa melhor versão. 
Por fim, uma boa consultoria de imagem é um investimento para a vida inteira. A consultora é uma profissional capacitada para auxiliar em todas as etapas do processo de construção da imagem pessoal de sucesso. 

Sem comentários: