segunda-feira, 4 de maio de 2020

{Dica da Mary} O Armário Capsula

O armário cápsula é um conceito que se tornou muito popular na internet nos últimos tempos. Por ser muito flexível, este pode ser adaptado a todos os estilos e necessidades, garantindo um guarda-roupa mais eficiente e inteligente.  
Esse conceito foi criado na década de 1970 pela estilista britânica Susie Faux partindo da ideia de reunir um grupo de peças essenciais e atemporais para compor a base do guarda-roupa e, a partir desse grupo, acrescentar o que fosse necessário a cada estaçao. Algum tempo depois, Donna Karan deu vida ao conceito, lançando uma coleção de apenas 7 peças, todas combinando entre si.
Nos últimos anos, o armário cápsula popularizou-se com a promoção da sustentabilidade, facilitando na hora de escolher os looks e consumindo com mais responsabilidade. No entanto, muitas mulheres fogem a esta ideia por acreditar que o armário cápsula é algo muito básico e sem grande piada. Mas vou mostrar-vos como não podem estar mais erradas.

Mas quantas peças devemos ter no armário cápsula? Como tudo na moda, não existem regras aqui. A ideia inicial é mergulhar no conceito e adaptá-lo para à sua realidade. Embora muitas pessoas listem 37 peças como a quantidade ideal, tudo vai depender do estilo pessoal e estilo de vida de cada uma.

Outro ponto é a definição do “ciclo de vida” desse armário. A maior parte das mulheres que seguem esta técnica optam por alterar as peças 1 vez por ano ou, então, a cada troca de estação. Durante esse tempo, evitam comprar peças extras. No entanto, cabe a cada uma definir as expectativas e necessidades para, só então, colocar tudo em prática.

Vale a pena relembrar que peças em modelos clássicos, tecidos de qualidade e um bom corte são itens quase eternos e como tal devem sempre reservar um espaço no closet para esses investimentos.

Para construir um armário closet inteligente é necessário ter em conta alguns aspectos como tais:
   1. Descubram o vosso estilo pessoal e identifiquem as peças essenciais – Autoconhecimento é fundamental. Quando descobrimos o nosso estilo é mais fácil fazer compras conscientes e objectivas. Não precisam restringirem-se a peças básicas e cores neutras. Usem e abusem de cores e padrões que favoreçam os vossos looks.
Depois de identificarem o estilo, definam quais são as vossas peças essenciais. Aqui vale a pena lembrar que a qualidade faz toda a diferença, afinal serão usadas constantemente e precisam ter uma boa durabilidade.
   2. Faça um detox no closet atual – Agora que já sabem qual o vosso estilo e quais são as roupas que vos traduzem com perfeição, é hora de verificar tudo o que já têm em casa. Depois de retirar todas as peças de dentro do armário, façam uma seleção criteriosa e mantenham apenas peças que:
     • Sejam adequadas ao vosso estilo de vida;
     • Transmitam o vosso estilo;
     • Tenham qualidade e ajudem a libertar a vossa essência.
Dêem uma atenção especial aos sapatos, malas e outros acessórios. Num armário cápsula tornam-se, ainda, mais importantes, pois são capazes de mudar um look inteiro.
   3. Criem combinados e montem um lookbook – Para finalizar, a dica ideal para otimizar os vossos looks diários é exercitar a criatividade. Aproveitem um dia mais tranquilo, separem todas as vossas peças de roupa e acessórios e montem o máximo possível de combinações.
Fotografem as vossas preferidas e criem um lookbook para registrá-las. O ideal é criar uma pasta específica no telemóvel por exemplo, uma vez que, estas fotos precisam estar sempre à mão para facilitar.

Seguindo todos os pontos irão criar um armário cápsula inteligente e cheio de estilo, sem se limitar ao básico. Esta é uma ferramenta que facilita a vida, no entanto, exige bastante autoconhecimento. Caso ainda não se sintam seguras ao identificar o próprio estilo ou estejam passando por uma fase de mudança, que tal investir em uma consultoria de imagem?


Sem comentários: